segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Galo vence saci e conquista 10ª vitória seguida em casa


por Priscila Oliveira

O Atlético venceu por 3 a 1 o internacional no domingo, 25 de setembro, no estádio Independência. A partida foi válida pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. Foi a décima vitória do Alvinegro, que somou 49 pontos e segue em terceiro lugar.

Raça em campo e show na arquibancada! Foi de lá, que veio o recado em mosaico: Todos por um ideal. Depois, no início da partida, também vieram os gritos de "Eu quero é raça, do time todo". E, essa, não faltou em campo.

Ah, que esse saci é indigesto desde os tempos de uma eliminação injusta na Libertadores. Passado, neste jogo, o inter tentou em campo igualar as forças que são bem distantes na tabela de classificação. Enquanto os mineiros disputam título, os gaúchos lutam pra ficar na primeira divisão.

Com as rédeas da partida, aos 15 minutos, o Atlético abriu o placar no Horto. Robinho levantou na área e Fred tentou uma, não deu, na segunda tentativa estufou a bola na Rede. Matador. Atlético 1 x 0. Aos 28, Clayton ampliou. O meia se aproveitou do vacilo do marcador dentro da área, driblou, dominou e chutou no cantinho. A bola bateu no pezinho da trave antes de entrar, tal qual como a bola de sinuca bate na quina da mesa, antes de entrar na caçapa. Atlético. 2 a 0.

Depois dos gols atleticanos, o adversário cismou de querer aprontar pra cima do Galo. Acabou achando um gol aos 31 minutos, no mais, as tentativas pararam no capitão Leonardo Silva, em grande atuação, e no goleiro Victor.

Para o 2° tempo, o técnico Marcelo Oliveira mandou para o campo Lucas Pratto e Dátolo, nos lugares de Fred e Cazares. E, foi dos pés dos argentinos, que saiu o terceiro gol do Galo. Aos 36 minutos, Pratto tabelou com Dátolo, recebeu na área, tocou na saída do goleiro para acertar um belo chute no ângulo. Atlético 3 x 1.
Comemoração dos jogadores em campo e festa da Massa. O Atlético segue na disputa do título.

Saudações Atleticanas!!!


Foto: Site Oficial do Atlético

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Na raça, Atlético empata no fim e se classifica na Copa



por Priscila Oliveira

O Atlético empatou em 2 a 2 com a Ponte preta, na quarta-feira, 21 de setembro, no estádio Moisés Lucarelli. Foi a 2ª partida das Oitavas de final da Copa do Brasil. O empate no final, do jogo garantiu o Alvinegro em mais uma Quartas de final da competição.

Por 70 minutos, alguns duvidaram do Atlético... Mas, do lado de cá, o da torcida de raiz, se antes o temor era o do "quase", atualmente, o sentimento é de "não é possível que não vá dar certo, dessa vez". E, em 10 minutos tudo deu certo.

A ponte pecou pelo pensamento de time pequeno, de segurar um placar que garantiria a classificação cedo demais. Fez 2 a 0, aos 2 minutos do 2º tempo e já mudou a formação do time. Cedo demais! Não sabia que havia ativado o modo Atlético. E ele ainda funciona. O Alvinegro usou a experiência para esperar o adversário decidir seu destino, e depois tomar a decisão sobre o seu. Aí, o treinador Marcelo Oliveira mandou pro campo o Cazares no lugar de Otero, aos 13 e o Hyuri no lugar de Clayton, aos 20 minutos.  E a classificação foi desenhada. Hyuri entrou bem e Cazares, melhor ainda. Aos 30 minutos, o equatoriano, Cazares acionou Lucas Pratto na intermediária, já na área o atacante chuta cruzado no canto direito do goleiro. Atlético 1 x 2.

Aos 39 minutos, Marcelo mexeu certeiro no time, novamente. Dátolo foi para o lugar de Rafael Carioca. Aos 40, o argentino cobrou um escanteio venenoso, o goleiro Aranha espalmou e a bolsa sobrou para Robinho dominar, bater de chata e empatar. Atlético 2 a 2. Como bem disse, Chico Pinheiro, o jornalista, “Cazares e Dátolo e tudo mudou para Lucas Pratto e Robinho”. É isso!

Assim o Galo atravessou a Ponte que não firma com o Galo, sempre dificulta. Classificado, em uma nova versão: depois de sair em desvantagem "fora de casa". Testando de vez o coração Atleticano. Regula time. Sentimento delícia de alívio ao final da partida. Passamos! #VamuGalo.

Saudações atleticanas!!!



segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Atlético empata com yale


por Priscila Oliveira

O Atlético empatou em 1 a 1 com o yale no domingo, 18 de setembro, no Mineirão. A partida foi válida pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. O empate manteve o Alvinegro no 3° lugar com 46 pontos, mas aumentou um pouquinho a distância para o líder.

O lado azul comemorou como título o empate, também pudera, ainda luta pra se afastar de vez da ZR e há três anos não conseguem vencer o Galo no Mineirão.

Mais uma vez, o ipiranga foi enfrentar o Galo com uma postura defensiva, como time pequeno que é, mesmo sendo o mandante, para apostar no contra-ataque. s. E a proposta do Atlético era não entrar nessa onda e valorizar o toque de bola e jogadas trabalhadas. Assim, aos 30 minutos do 1º tempo, abriu o placar com Clayton. Usando o veneno do inimigo, depois de um contragolpe, Júnior Urso serve Fábio Santos pela esquerda, que cruza na medida para Clayton, de cabeça, fazer o gol. Perfeito! Atlético 1 a 0. A propósito, Clayton fez um grande 1º tempo e segurou a onda pelo setor direito, apoiou ataque e defesa, marcou o adversário e o gol. E este jogador que o time precisa sempre.

O empate do palestra só foi acontecer aos 30 minutos da etapa final, numa falha de marcação de Rafael Carioca, que está precisando regular. Algumas ressalvas sobre as substituições de Marcelo. Ao longo do jogo ele tirou Fred, colocou Cazares no lugar de Robinho, quando todo mundo queria ver os três atuando juntos.

Enfim, um empate "fora” de casa que até poderia ser considerado um resultado bom, se o adversário não fosse o time horrível do yale, que faz uma péssima campanha no campeonato. Passou! Vida que segue! O foco agora é a luta pela classificação na Copa do Brasil, conta a Ponte, na quarta-feira, 21.09. #AvanteGalo

Saudações Atleticanas!!!

Foto: Site oficial do Atlético.

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Atlético vence e segue na luta pelo título


por Priscila Oliveira

O Atlético venceu por 1 a 0 o Sport na quinta-feira, 15 de setembro, no Independência. A partida foi válida pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com a 9 vitória a seguida em casa, o Alvinegro chegou aos 45 pontos, três a menos que o líder, e ocupa o 3° lugar. 

Embora o Galo tenha sido superior ao adversário, o futebol apresentado não foi aquele de encher os olhos e sentir-se satisfeito. Mas, valeu os mesmos três pontos. A boa nova foi a volta de Cazares. Mesmo sem ritmo de jogo, foi ele quem iniciou a jogada do gol da vitória. Cazares deu passe para Otero que adiantou, ganhou a dividida do zagueiro e a bola acabou sobrando para o chute certeiro de Júnior Urso, no canto direito do goleiro: Atlético 1 x 0.

A torcida tem ficado exigente ao ponto de achar ruim uma vitória magra dentro de casa, ou mesmo uma derrota jogando mal. Parece que está proibido jogar feio e ganhar. E, se tiver jogando bem, a obrigação golear, ganhar de pouco. Calma gente! Já temos que jogar contra gente demais pra seguir na briga pelo título. A última coisa que o Clube precisa agora é do inimigo dentro de casa.

Enfim, dever de casa feito e o Galo segue na cola do líder.

Saudações Atleticanas!!!

Foto: Site oficial do Atlético

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Galo não vence, mas segue em 3º no Brasileirão


Em partida válida pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Atlético perdeu por 4 a 2 para o Fluminense, na noite desta segunda-feira, no Estádio Giulite Coutinho, em Mesquita-RJ. Robinho e Otero marcaram os gols alvinegros.

Com a derrota, o Galo permaneceu com 42 pontos, em 3º lugar na tabela de classificação.
Na próxima rodada, o adversário será o Sport, às 19h30 desta quinta-feira, na Arena Independência.

O JOGO
Logo no primeiro bom ataque atleticano, em lance pela direita, Maicosuel tabelou com Lucas Pratto, recebeu a devolução de calcanhar e foi derrubado por Cícero dentro da grande área, pênalti não assinalado pela arbitragem.

Aos cinco minutos, Robinho cobrou falta da intermediária e Leonardo Silva cabeceou rente à trave.

O jogo seguiu bastante truncado e sem oportunidades de gol até os 27 minutos, quando Robinho recebeu lançamento de Maicosuel na grande área pela esquerda e chutou cruzado para abrir o placar: Galo 1 x 0.

Aos 32, Fred recebeu a bola na entrada da área, girou o corpo e concluiu para fora. Três minutos depois, o Fluminense ameaçou na jogada de Wellington e arremate de Scarpa, para fora.

Aos 35, Lucas Pratto ganhou escanteio pela direita, Maicosuel fez a cobrança e Edcarlos tentou de cabeça, mas a defesa do Fluminense afastou o perigo. Na sequência da jogada, Robinho arriscou de fora da área e a bola saiu com perigo, à esquerda do gol.

O time da casa voltou a ameaçar na finalização de Marcos Júnior, para fora. Aos 41minutos, Maicosuel se contundiu e foi substituído por Júnior Urso.

SEGUNDO TEMPO

O Atlético voltou do intervalo com o venezuelano Otero no lugar de Fred. Na primeira tentativa alvinegra, Lucas Pratto tentou o drible na entrada da área e foi desarmado. Aos três minutos, Douglas empatou para o Fluminense.

Aos onze minutos, Lucas Pratto recebeu passe de Robinho na entrada da área e tentou o arremate, mas foi travado pelo zagueiro. Logo depois, Otero cruzou pela direita e Lucas Pratto se atirou na bola, mas não conseguiu alcançá-la.

Em nova tentativa atleticana, Lucas Cândido arriscou de fora da área para a defesa do goleiro Júlio César. Otero sofreu falta perto da área, ele mesmo cobrou e a bola resvalou na trave.

Aos 27, Marquinho fez o segundo gol do Fluminense. Em seguida, Lucas Cândido foi substituído por Carlos Eduardo. Aos 31, o Fluminense fez o terceiro com Gustavo Scarpa.

O Galo tentou reagir aos 35 minutos e o chute de Robinho foi defendido por Júlio César. Aos 39, o goleiro Júlio César fez grande defesa nos pés de Fábio Santos.

Aos 42 minutos, Robinho cruzou pela direita, Lucas Pratto ajeitou de cabeça e Otero completou para o gol, diminuindo a desvantagem atleticana.

Fonte: Site oficial do Atlético

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Atlético vence a 8ª seguida em casa




por Priscila Oliveira

O Atlético venceu por 2 a 1 o vitória na quarta-feira, 7 de setembro, no Independência. A partida foi válida pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. Foi a 8ª vitória seguida do Alvinegro em casa, que até chegou à vice-liderança, com 42 pontos, mas acabou a rodada em 3° lugar, devido a vitória do urubu.

Um jogo intenso e uma vitória na raça, do jeitinho que o Atleticano gosta. Preciso falar do show da Massa, que cantou e incentivou do início ao fim, fazendo os 13.532 valerem por uns 51 mil. O time, mais uma vez com desfalques de peso como Leonardo Silva, Victor, Marcos Rocha e Donizete, recebeu a força do 12° jogador e correspondeu em campo.

O adversário quis aprontar pra cima do Galo, e o goleiro Giovanni também. Explico.  Num lance de fácil defesa, inventou de sair jogando com os pés e quase deu zebra. Num outro lance se redimiu com uma desafaça. Sobrou só o Giovanni e o atacante em grande condição de marcar e o goleiro Atleticano se agigantou para fazer uma linda defesa. 

O atacante Fred fez os dois gols atleticanos e poderia ter feito quatro. Acabou perdendo dois gols tão certos, daqueles que dificilmente perde, que fica difícil entender "como a bola não entrou". Robinho também perdeu uma chance inacreditável.

O primeiro gol foi aos 45 do 1° tempo. Fred iniciou a jogada no meio-campo, acionou Carlos Eduardo pela esquerda, que retornou em cruzamento rasteiro, para o atacante, de primeira, abrir o placar Atlético 1 a 0. Aos 14 do 2°, o adversário empatou, mesmo com o domínio atleticano. E a reação atleticana foi imediata. Três minutos depois, Fábio Santos fez cruzamento pela esquerda, Fred ajeitou a bola e chutou cruzado para o gol. Atlético 2 x 1.

A torcida foi à loucura e os minutos finais foram de emissão intensa. Vitória na raça, vitória de Galo. #Vamu Galo #Avante

Saudações Atleticanas!!!


Foto: Site oficial do Atlético

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Galo empata com o Grêmio no Sul




por Priscila Oliveira

O Atlético empatou em 1 a 1 com o grêmio, no domingo, 28 de agosto, em Porto Alegre, na Arena do grêmio. A partida foi válida pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o empate, o Alvinegro se manteve no G4, em terceiro lugar, com 39 pontos.

Em suma, o empate foi um bom resultado para o Galo, diante de um adversário direto e jogando fora de casa. Antes de mais nada é preciso ter consciência das circunstâncias, com o time com desfalques importantes. E, pra falar a verdade, mais um pouco de capricho no ataque e sorte, talvez a vitória tivesse acontecido. O adversário achou o gol no desvio do zagueiro Ronaldo. Uma fatalidade!

Robinho, que havia sido poupado por opção do técnico Marcelo, entrou no segundo tempo, deu a movimentação que se esperava no ataque e fez um bonito gol de empate aos 41 minutos. Douglas Santos (no seu último jogo pelo Atlético) cruzou rasteiro pela esquerda e Robinho completou para o gol. Foi o 21° gol do atacante na temperada e o 10° no Campeonato Brasileiro, chegando à artilharia da competição, ao lado de Gabriel Jesus, do Palmeiras.

O Galo ainda teve chance de vencer a partida, aos 44, Lucas Pratto, quando o argentino recebeu a bola na grande área pela esquerda, chutou cruzado e a bola saiu com perigo, à esquerda de Marcelo Grohe.

Grande partida do goleiro Uilson, que substituiu Victor à altura, com defesas de gente grande. Defendeu muito! O adversário chutou de todo jeito é Uilson foi bem em todos. Um resultado digno no Sul. #AvanteGalo

Saudações Atleticanas!!!

Foto: Site oficial do Atlético